<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Não há por aí um GPS?

 O Governo está em roda livre, é o que parece. Já não é uma questão de encontrar o Norte ou de navegar com a costa à vista. Às vezes parece que os ministros andam às apalpadelas no escuro. Entrevista de João Céu e Silva no DN à ministra Helena André, que depois deu o dito por não dito:

Um congelamento que, com a inflação prevista de 1,4%, com aumento zero, será um corte salarial?
Não, porque há o ajustamento à inflação.
Portanto, vai haver no mínimo 1,4% de aumento?
O ajustamento é esse.

Esse não será o ponto de partida para as negociações. Será o final?
Esta foi a decisão do Governo em relação à política salarial para 2011. Depois, logo veremos.
Essa é uma nova realidade?
Não, é a medida que está! A medida no PEC é em relação a 2011.
Que significa que vai haver um aumento de 1,4...
O congelamento salarial é isso que implica. Não há aumentos salariais de x por cento, mas há tudo o que tem que ver com o ajustamento normal dos salários.

Etiquetas:

“Não há por aí um GPS?”