<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Venha mais um imposto

Faria bastante mais sentido dar arranque à discussão sobre a reforma do financiamento da União Europeia através da análise sobre a forma como são aplicados os recursos com o objectivo de perceber onde se podem obter ganhos de eficiência. Acontece que racionalizar a despesa significa fazer escolhas e fazer escolhas significa criar descontentamentos junto de interesses instalados.

Sendo assim, avança-se para a solução do costume, fácil e rápida. Lança-se um imposto, arrecadam-se mais receitas e evita-se essa tarefa maçadora de gerir com critério o dinheiro dos contribuintes europeus. Paulo Rangel garante que só apoia a ideia se ela não resultar numa subida da carga fiscal. Veremos.

Etiquetas: ,

“Venha mais um imposto”