<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Genericamente falando

Poupa-se dinheiro, sim. Mas quem faz estes genéricos? Qual a percentagem de substância activa que cada um tem? Com que frequência são fiscalizados pelo Infarmed (a tal instituição cujo ex-presidente, Vasco Maria, disse há poucos anos não ter meios para fazer o seu trabalho)? E quais são as consequências do desrespeito pelas patentes, hipocritamente tolerado pelos governos? E o que restará do papel do médico se o farmacêutico tiver poder para dar o que quiser aos clientes? E como se tece a relação entre as empresas de genéricos e as farmácias?

Os genéricos trazem vantagens no preço, quer às famílias, quer ao Estado (aos contribuintes) que comparticipa os medicamentos. Mas há ainda muitas perguntas a gritar por respostas.

“Genericamente falando”

  1. Anonymous Anónimo disse:

    Denoto alguma ligação à indústria farmacêutica...o discurso de todos é o mesmo.