<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

As eleições são a celebração da democracia, mas só até à primeira volta

Com infalível regularidade Cavaco Silva lembra-nos a profundidade do seu pensamento democrático. Desta vez, avisando-nos, incautos nativos, contra uma eventual segunda volta nas presidenciais, defende que "não podemos prolongar esta campanha por mais três semanas". Não "podemos"? Porquê? Porque uma segunda volta não faz parte do combate político eleitoral em democracia? Porque numa segunda volta a coisa já piaria bem mais fino para o candidato-não-político? Porque numa segunda volta se calhar os candidatos já teriam realmente que discutir política? Porque as inconvenientes questões de carácter poderiam ficar mais inconvenientes? Porque nós, portugueses, já não aguentaríamos mais desta miserável campanha eleitoral? Não. Porque "os custos seriam muito elevados para o país e seriam sentidos pelas empresas, pelas famílias, pelos trabalhadores, desde logo, pela via da contenção do crédito e pela subida das taxas de juro". Ah, ok, então está bem. É por causa da contenção do crédito. Os mercados, sabes? Pronto, desculpa. Tudo bem, vou já ali tirar o pó ao cartão de eleitor.

Cavaco Silva, o melhor (e talvez único) não-político-profissional a ganhar eleições, é o pior em pedagogia política.

“As eleições são a celebração da democracia, mas só até à primeira volta”