<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

O senhor Trichet ajuda, mas não salva

Há meses que o debate em Portugal está concentrado no medo de uma humilhante ajuda financeira externa - uma ironia, visto que Portugal já está a receber ajuda externa. O dinheiro não entra pela porta da frente, nem cheira a declaração oficial de falência, como seria o caso se a sua origem fosse a União Europeia e o FMI. Não. A ajuda vem antes da porta dos fundos de uma instituição europeia e entra pela porta dos fundos em Portugal. É o Banco Central Europeu (BCE) que tem comprado tempo a Portugal - e que permite ao primeiro-ministro continuar a dizer que "somos capazes de resolver os nossos problemas". O objectivo do BCE não é, contudo, salvar a face do país ou proteger a incompetência política portuguesa: Portugal é a próxima peça a cair num dominó que ameaça o euro. Conseguirá então o banco central comprar tempo para Portugal poder mostrar uma boa execução orçamental no próximo ano e sair da linha de fogo? O cenário não é encorajador - o risco de um resgate está ainda bem vivo.
O resto da crónica está no sítio do costume

“O senhor Trichet ajuda, mas não salva”