<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

O país que não precisa de ajuda e não aceita ordens

Pouco a pouco vai caindo a ficção segundo a qual Portugal e o seu respectivo governo a) não precisam de ajuda financeira externa e b) não aceitam sugestões de ninguém. Portugal precisa de ajuda financeira e está a tê-la. Vem pela porta das traseiras, do Banco Central Europeu, que tem ido às compras no mercado secundário de obrigações e emprestado dinheiro barato aos bancos portugueses. E Portugal aceita sugestões precisamente porque já está a receber ajuda financeira. O graveto vem com condições. É por isso que quando o presidente do BCE e os políticos em Bruxelas dizem "vocês precisam é de reformar a vossa lei laboral", o primeiro-ministro Sócrates diz a seguir que o governo vai olhar "para as potencialidades do Código Laboral". Mesmo que, com o talento extraordinário que se lhe reconhece, venda essas mudanças como uma fantástica ideia do governo.

“O país que não precisa de ajuda e não aceita ordens”