<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

País amalucado

- O ministro das Finanças admite a intervenção do FMI se os juros da dívida ultrapassarem os 7%;

- O ministro da Economia contrapõe que nem pensar.

- O PM diz que o País se governa sozinho, sem ajuda do exterior;

- Os juros ultrapassam os 7%;

- O ministro das Finanças diz a um jornal estrangeiro que "o risco [de recorrer ao apoio financeiro da UE e FMI] é elevado";

- No mesmo dia, o mesmo ministro corrige: o pedido de ajuda "não está iminente";

- O líder da oposição pede a criminalização dos políticos que deixam resvalar a despesa;

- O ministro dos Negócios Estrangeiros reclama uma coligação, lança críticas implícitas ao PM e diz-se cansado;

- O PM mente ao dizer que só não há coligação porque a oposição não quer;

- O mesmo MNE volta a defender uma coligação e a dizer que a entrevista tem "desabafos sobre estados de alma" (ainda por cima acredita em almas);

- O Governo tinha assinado um documento a dizer que ia reavaliar o TGV;

- O ministro das Obras Públicas anuncia que as obras do TGV começam para o ano;

- O Presidente da República, famoso pelos seus silêncios e por gerir mal os timings de quando fala, avisa que "há palavras a mais na vida pública";

- A partir de então, começaram a falar por gestos e não foi mais bonito...

Etiquetas: , ,

“País amalucado”