<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Escutado no CCB

Não eram muitos os apreciadores de Juana Molina que se deslocaram, no domingo passado, à praça do museu, no Centro Cultural de Belém, para assistirem ao concerto de "folktrónica" da cantora argentina. Mas os que lá foram, e sem pagar bilhete porque o espectáculo era gratuito, assistiram a uma excelente "performance".

Sozinha em palco, Juana Molina tocou e cantou durante uma hora e meia, apenas apoiada por alguma (pouca) parafernália electrónica e uma simples guitarra acústica. O que fez foi aquilo que se esperava: foi criando "loops" a partir da sua própria voz, da viola e do teclado e, sobre esse fundo, foi fazendo evoluir as canções numa espiral minimalista e repetitiva.

O resultado, como nos seus discos, foi uma música mágica e hipnotizante, como uma fusão entre um universo psicadélico e memórias sonoras da infância. A quem ainda não tenha escutado nada de Juana Molina, sugiro a audição de "Son", lançado em 2006, um bom exemplo daquilo que aconteceu durante o serão no CCB.

Etiquetas: ,

“Escutado no CCB”