<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Foi você que pediu uma "pen" de 2GB?

Quantas vezes já ouvimos a pergunta "tens aí uma pen" ou "trouxeste a pen contigo"? Pois bem, isto está prestes a ser coisa do passado.
Todos nós precisamos de partilhar ficheiros, seja porque fomos à casa de um amigo e queremos pedir “emprestado” aquele filme, aqueles álbuns ou aquelas fotos, ou seja porque temos um trabalho num outro local do país e estamos a meio de um documento e queremos acede-lo à distância. E como nem sempre andamos com aquele dispositivo de armazenamento USB, a que vulgarmente chamamos "pen", o senhor Ash, 25 anos, norte-americano a viver em Memphis, lembrou-se de criar um serviço que permite a sincronização automática de pastas e ficheiros através de vários computadores (ou dispositivos móveis de última geração) com acesso à Internet.
O serviço Dropbox permite a partilha de ficheiros entre os vários computadores de uma pessoa e até a partilha de pastas de um utilizador entre várias pessoas. Basicamente, e sem entrar em detalhes técnicos, o serviço cria um dispositivo de armazenamento virtual, acessível via net, e que se sincroniza com uma pasta residente no computador ou no telemóvel sem qualquer intervenção de quem a utiliza. É como se a pen estivesse ligada ao PC ou como se fosse uma pasta local no computador. Cada vez que se grava um ficheiro ele é automaticamente copiado para o servidor remoto do Dropbox e estará acessível por todos os outros computadores que também estão ligados a essa pasta remota. Simples, eficaz e completamente transparente para quem utiliza.
Para assegurar a confidencialidade dos dados, o serviço utiliza a mesma encriptação que é usada pelos serviços militares e a banca, garantindo que tudo o que está nos servidores do Dropbox está encriptado e inacessível a olhares estranhos.
Actualmente, o serviço oferece um espaço de 2GB de forma gratuita e está acessível aqui. Agora já não há desculpas para nem todos termos uma pen de 2GB!

Etiquetas: ,

“Foi você que pediu uma "pen" de 2GB?”