<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Portugal Estado exíguo ou a da Joana?

O embaixador russo junto da NATO acaba de dizer isto: A operação de busca do cargueiro "Arctic Sea" "passará a fazer parte dos manuais, não só no plano operacional mas também das operações de encobrimento informativo"

Dmitri Rogozin admitiu, em declarações prestadas hoje à agência russa ITAR-TASS, que as autoridades difundiram conscientemente informações falsas para "não revelarem as acções dos militares russos". O embaixador russo recusa-se a revelar com precisão o lugar onde foi encontrado o cargueiro e quem o desviou da rota prevista.

Depois das ameaças russas, que vinham aí submarinos nucleares mais a Marinha toda do Czar, que Portugal etc. e tal, despareciam aqui navios sabe-se lá como, fico à espera de uma reacção do MNE e do Ministério da Defesa - com esperanças de as autoridades portuguesas não estarem combinadas com o embuste russo que denigre a segurança do nosso Estado.

Resumindo: ou isto já é um Estado exíguo, de facto, apesar de só o suspeitarmos, ou chagámos à casa da Joana e ainda é pior...

Etiquetas:

“Portugal Estado exíguo ou a da Joana?”