<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Descubra as diferenças

Paulo Pedroso apoia a tese de Ferro Rodrigues de que o PS, caso vença as legislativas sem maioria absoluta, deve fazer, prioritariamente, uma coligação com o Bloco de Esquerda e o PCP.

Para sustentar a ideia, disse que as divergências entre socialistas e os dois outros partidos se resumem ao facto de bloquistas e comunistas terem "uma visão da situação internacional que data dos anos 70". De resto, adiantou o antigo deputado do PS, na política interna "não há nada de incompatível entre o PCP e o BE e o que o PS defende, tirando a retórica e as prioridades de agenda".

Argumentar que as divergências em matéria de política internacional não existem ou são irrelevantes já é muito discutível. Ainda assim, o mais curioso está no facto de Paulo Pedroso vir garantir que, no plano interno, não há nada de substancial que separe o PS dos outros dois partidos. Nem de propósito, na mesma edição do "Público" que hoje transcreve as declarações de Pedroso, é publicado um trabalho sobre as propostas do BE e do PCP de nacionalizar a Galp, EDP, REN e o sector bancário.

Das duas, uma: ou o PS ainda não revelou todo o seu programa e tinha surpresas na manga que Paulo Pedroso decidiu desvendar, ou o entusiasmo do antigo ministro da Segurança Social por uma coligação de esquerda é tão descomunal que o faz andar distraído com as diferenças de fundo que ainda existem entre os socialistas, o BE e o PCP.

Etiquetas: , , ,

“Descubra as diferenças”