<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Nossa senhora de Felgueiras

O retrato da justiça em Portugal é este: Fátima Felgueiras foi ilibada, como Avelino Ferreira Torres já tinha sido. Falta sabermos de Isaltino Morais. Os presumíveis inocentes agora são oficialmente inocentes, e culpados somos todos nós que os insultámos ao longos destes anos, coitadinhos. Já não sei se o escândalo maior são os escândalos que os levaram aos julgamentos se o resultado final.

Etiquetas:

“Nossa senhora de Felgueiras”

  1. Anonymous A. Costa disse:

    O mal em Portugal é condenar as pessoas na praça pública, dando crédito barato e quiçá interesseiro a perseguições e vinganças, sem quaisquer provas. Depois... ai jesus...!!!

  2. Anonymous Anónimo disse:

    O escândalo maior, caro Victor, é que a condenação publica começa sempre anos antes das defesas. Por fontes do ministério publico que deviam estar caladas a alimentar a voracidade de uma certa imprensa refém das suas fontes judiciarias e de outra medíocre e seguidista.
    Agora imagine que a senhora é mesmo inocente e foi vitima de uma sistema podre de financiamento ilegal do partiho onde estava? Faça lá esse exercício. Partindo desse principio, de facto a comunicação social foi implacável, auto-convenceu-se da culpa, relegando a outra presunção para as calendas. No fim do dia não são inocentes pq o tribunalfuncionou bem, mas sim culpados porquexs juistica não funciona.
    "nunca deixes que a verdade queime uma boa notícia.