<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Abstenção como sinal de maturidade

Num regime democrático consolidado, a abstenção é um sinal de que a democracia vive e está madura.

Significa que os 60% ou 70% que não votarem no próximo fim-de-semana aceitam o resultado eleitoral decidido apenas por 30% ou 40% dos compatriotas, sem pegarem em armas para dizerem: nem pensem em considerar estes resultados sem o nosso voto!

As democracias existem quando os derrotados nas eleições aceitam ser governados pelos que ganharam (sem pegar em armas que não sejam as das regras democráticas e constitucionais). E quando os que não participam, seja lá porque for, confiam e aceitam que os outros decidam por eles.

Não é lá muito saudável, mas tem esta lado bom. Num País com tantos anos e história e tão poucos de democracia, não é coisa pouca.

Ideia a partir deste texto do João Miranda no Blasfémias.

Etiquetas:

“Abstenção como sinal de maturidade”