<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Vital e os caceiteiros

A Maria de Belém ficou tão bem a demarcação das declarações de Vital Moreira como ao candidato socialista ficou mal ter descido às profundezas da demagogia e da política mais rasteira quando decidiu que seria boa ideia confundir o PSD com militantes do partido que, na sua vida profissional, terão responsabilidades em actos que estão a ser investigados pelo Parlamento e pelas autoridades judiciais.

Vital Moreira, que entrou na campanha para as eleições europeias revelando um saudável distanciamento da ortodoxia do PS, revela-se, afinal, um companheiro adequado à ala caceteira do partido por quem se candidata. É pena. E nem se compreende por que motivo não estende a sua exigência de explicações também ao Banco de Portugal, que não exerceu a supervisão como lhe competia, ou ao Governo, que decidiu nacionalizar o BPN e assumir os prejuízos causados pelos autores da "roubalheira". Depois, ainda vem falar em sectarismo e dar lições de ética e moral. Está bem, está.

Etiquetas: , ,

“Vital e os caceiteiros”