<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37878389\x26blogName\x3dElevador+da+Bica\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://elevadordabica.blogspot.com/\x26vt\x3d8544793576954813379', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
elevador da bica

Questões em aberto na Cosec

Apesar da ida do ministro das Finanças ao Parlamento, continuamos sem saber por que motivos concretos o Estado vai tomar conta de metade do capital da Cosec, se não havia outras alternativas e por que terão sido rejeitadas, caso tenham sido ponderadas.

Mantém-se a suspeita de que os critérios de análise do risco vão ser relaxados, o que abre o caminho ao desastre financeiro na empresa e, obviamente, a um conflito com a Euler Hermes que não vai querer ficar com metade das acções de uma empresa que o Governo se vai entreter a estourar, isto é, a desvalorizar.

Quanto ao facto de o BPI ter declarado aceitar vender a sua metade do capital da Cosec, constata-se que Fernando Ulrich tem a imagem de ser um gestor irreverente e corajoso. Quando chega a hora da verdade, em Portugal ou em Angola, enfia as virtudes no bolso e faz o que o(s) Governo(s) ordena(m).

Etiquetas: ,

“Questões em aberto na Cosec”